Então eu decidi correr

By Dari - dezembro 11, 2017


Na cidade em que eu moro volta e meia encontra-se na rua um corredor, no parque então toda noite tem pelo menos umas 5 pessoas fazendo uma corridinha básica. Quando eu era criança eu até fiz um tempinho de atletismo, mas como sempre tive dificuldade (por conta do sobrepeso também) eu nunca levei em frente.

Desde então algumas pessoas que fazem parte da minha vida (ou fizeram) são praticantes de corrida e sempre tentavam me incentivar, pois eu como faço academia e jogo futsal tinha um perfil bom para começar a correr, mas eu sempre deixava para depois. Até que um dia uma colega minha de trabalho passou uma tarde toda me falando dos encantos da corrida, de como é superar o seu tempo, da maravilha que é ir em corridas oficiais com milhares de pessoas, então nesse dia eu decidi correr.

Minha primeira corrida de treino não foi das melhores, eu tinha fôlego, mas não tanto quanto as que já tinham algum tempinho de prática, na verdade eu não aguentei correr nem 2 km seguidos sem ter que parar um pouco para respirar e então se iniciou um objetivo: pelo menos os 5 km eu preciso correr sem parar.

Claro que como qualquer exercício físico eu encontrei algumas dificuldades, primeiramente a falta de fôlego, meu coração acelerava tanto que parecia que ia explodir e junto com isso já no início da corrida minha canela resolveu doer, gente alguém já teve dor na canela que não seja nenhuma batida? é horrível, ainda bem que para mim só doía durante a corrida, então eu descobri que isso era uma possível canelite (talvez só um início mesmo)

Uma breve explicação: Trata-se de uma inflamação na canela que pode ser causada por diversas coisas, como: pisada errada, excesso de treino, o terreno quando duro demais, NORMALMENTE tratada com indicação médica.

Como eu disse anteriormente, na maioria das vezes o tratamento vem através de um médico, pois pode precisar de medicação e deve ser suspenso os treinos, mas eu como sou teimosa e não queria parar totalmente de correr fui atrás de alguns possíveis tratamentos, então eu comprei uma pomada anti-inflamatória e um canelito (quase como um meião usado para fazer pressão na canela e melhorar a circulação)  e conversei com um personal da academia para me dar dicas de alongamentos antes da corrida.

Enfim, depois de tudo isso passado, consegui deixar de sentir dor nas minhas corridas, pois essa era a minha maior dificuldade, desde então eu participei de algumas corridas oficiais, e sabe aquelas coisas que minha colega falou sobre querer se superar e a maravilha que é correr com aquele monte de gente? Vocês não tem noção do quanto maior é isso tudo, além da alegria que é você superar os seus limites nos seus próprios treinos, quando você chega numa corrida com aquela multidão vindo desde crianças a idosos e o mais engraçado é que nessas corridas eu sempre diminuo meu tempo. E para incentivar ainda mais nós temos um grupo no whats de meninas corredoras, então nas corridas oficiais sempre vamos em bando e é muito divertido, sempre nos incentivando a treinar, a participar, é muito lindo.

Quero dizer que pode ser que você não se interesse assim pela corrida como eu me interessei, mas se dê ao direito de tentar pelo menos, tente correr e veja se ela vai te encantar assim como me encantou em cada detalhe.

Eu mesma ainda estou nos 5 km, meu tempo é de em média 33 min, o que não chega nem perto de um pódio (pódio feminino é em média 18 min), mas estou aqui me esforçando, persistindo e me superando cada vez mais.

Obrigada por ler, você corre ou tem vontade? alguém já te chamou e você só enrolou? Conta para mim aqui, beijinhos ;*

  • Share:

You Might Also Like

4 comentários

  1. Olá obrigada pelo teu comentário já sigo o blog
    O desporto faz tão bem ao corpo e a mente parabéns pela tua iniciativa
    http://retromaggie.blogspot.pt

    ResponderExcluir